quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

cheiro e carnaval

era maré de povo
tanto suor
tanta cor
sem você
apenas teu cheiro

a cada esquina
estranhos
caras feias pintadas de beleza
nenhum rosto teu
mas teu cheiro se destacava

em carnaval
pelo ar
o perfume que te traz para minha cabeça
saia dela e dizia
que talvez ali você estivesse

e meus olhos te procuravam como loucos
na esperança de entre tantas cabeças
ver a tua
viajar na tua
cair no teu passo

fiquei só com teu cheiro
e só teu cheiro não fez carnaval
quem sabe no próximo ano
a gente sobe e desce ladeira, cai na noite antiga
com teu aroma te vestindo ao meu lado.


soante

Número total de visualizações de página